Ciclo de Vida da Mosca da Fruta

Ciclo de Vida da Mosca da Fruta

Atividade do Ciclo de Vida da Mosca da Fruta

De onde vêm aquelas moscas que vemos à volta da fruta podre?

Nesta atividade os alunos exploram o ciclo de vida da mosca da fruta*, de nome científico Drosophila melanogaster, através da observação e estudo das diferentes fases do seu desenvolvimento desde a fertilização à fase adulta.

*SUGESTÃO: A ser difícil executar esta atividade usando a mosca da fruta, poderá adaptar o protocolo aqui sugerido utilizando como material biológico o conhecido bicho-da-seda, larva da espécie de borboleta Bombyx mori. Este inseto tem sido comummente utilizado nas escolas porque as larvas são fáceis de obter e de observar o seu desenvolvimento. Como estes animais passam por processos de transformação até se tornarem adultos semelhantes aos da mosca da fruta, poderá ser perfeitamente usado como alternativa.

Objetivos da Atividade

  • Reconhecer manifestações da vida animal.
  • Compreender o conceito de ciclo de vida.
  • Observar e descrever as diferentes fases da vida da mosca da fruta.
  • Comparar as diferentes fases de desenvolvimento da mosca da fruta à temperatura ambiente.
  • Comparar o ciclo de vida da mosca da fruta com o de outros seres vivos, incluindo o Homem.
  • Reconhecer cuidados a ter com os animais.

Objetivos de Aprendizagem

Os objetivos de aprendizagem aqui listados correspondem a conceitos e noções que se pretende que os alunos conheçam com a realização desta atividade:

 Todos os seres vivos têm um ciclo de vida.

 Um ciclo de vida corresponde ao conjunto de transformações pelas quais os indivíduos de uma espécie passam de forma a assegurar a sua continuidade, através da reprodução (sexuada ou assexuada).

 Os seres vivos não aparecem de repente por geração espontânea. No caso de organismos sexuados, como a mosca da fruta, os indivíduos surgem por fertilização do ovo que se desenvolve ao longo de várias etapas até atingir o estado adulto.

 Um ciclo de vida termina para dar início a outro quando o indivíduo adulto atinge a maturidade sexual, isto é, adquire a capacidade de se reproduzir.

 As moscas que se vêm à volta da fruta podre surgem por atração do cheiro da fruta em decomposição para se alimentarem dos açúcares produzidos durante a fermentação.

É na fruta em decomposição que as moscas fêmeas adultas depositam os ovos, que 10 dias depois se transformam em mais moscas adultas.

Ligação ao Currículo

 Esta atividade cumpre com as orientações curriculares para a Educação Pré-escolar, nomeadamente com a área de ‘Conhecimento do Mundo’, no domínio de ‘Conhecimento do Ambiente Natural e Social’ no que diz respeito a: a) identificação da permanência e mudança nos processos de crescimento, associando a diferentes fases nos seres vivos, incluindo o ser humano; b) identificação das diferentes partes constituintes de vários tipos de animais e reconhecer alguns aspetos das suas características físicas e modos de vida.

 Esta atividade cumpre com as orientações curriculares para o 1º Ciclo do Ensino Básico, nomeadamente com a área de ‘Estudo do Meio’, no domínio de ‘Conhecimento do Meio Natural e Social’, subdomínio ‘Viver melhor na Terra’ no que diz respeito à caracterização de modificações que ocorrem nos seres vivos e seu relacionamento com manifestações de vida.

Nota: retirado do site Metas de Aprendizagem do Ministério da Educação.

Material necessário

  • moscas (Drosophila melanogaster)*

 Para apanhar as moscas:

  • Frasco vidro ou plástico
  • Funil de papel
  • Fita-cola
  • Casca de banana ou pedaços de banana

 Para manter as culturas:

  • Recipientes de plástico ou vidro
  • Meio nutritivo (Como preparar? – disponível no Guia do Professor)*
  • Panela de pressão
  • Algodão
  • Gaze
  • Funil de plástico
  • Lupa binocular
  • Pincel fino

 Para os registos de grupo/individuais (sugestões inseridas no Guia para descarregar):

  • Imagens de moscas da fruta nas diferentes fases de desenvolvimento
  • Tabela de registo de grupo/individual

*a ser difícil obter as moscas e preparar o meio nutritivo, o Instituto Gulbenkian de Ciência poderá ceder esses materias. Nesse caso, por favor, contacte-nos através deste website.

Duração Prevista

Introdução da atividade aos alunos: 30-40 minutos

Explorar: 10-15 dias (tempo de um ciclo de vida)

Observação diária e registos: 10-20 minutos/dia

Discussão dos resultados e conclusões: 20-30 minutos

Tempo total necessário: 15-20 dias

NOTA: Não inclui preparação prévia de material

QUEM SOMOS

O Ciência em Três é uma plataforma que reúne recursos para a aprendizagem das Ciências da Vida, desenvolvidos pelo Instituto Gulbenkian de Ciência. Destina-se a professores de todos os ciclos de ensino pré-universitário, educadores e comunicadores de Ciência, e a todos os curiosos pelas Ciências da Vida.
Questionar, explorar e descobrir o mundo que nos rodeia, são três tempos de ciência que consideramos fundamentais para a sua aprendizagem e o desenvolvimento de espírito crítico. São também a marca que dá a esta plataforma o seu nome e as suas características únicas.
Explore os nossos materiais e desafie-se, transformando as suas aulas num laboratório de criatividade e entusiasmo!

NEWSLETTER

Para que possa receber informação sobre conteúdos novos inseridos nesta plataforma, subscreva a nossa newsletter.

SUBSCREVER

Depois de implementar esta atividade, diga-nos como correu. Há algum aspecto que gostaria de ver melhorado?

Projetos Relacionados